iot

A IoT na Gestão de Manutenção: Ganhos reais para prestadores de serviço!

Cada vez mais, a Internet das Coisas (IoT na sigla em inglês) está deixando de ser tendência para se tornar um dos “pilares” para empresas de manutenção industrial.

Basicamente, a IoT é um conceito de que qualquer dispositivo do nosso cotidiano tenha conexão a internet, o que vai de encontro diretamente aos processos de gestão de manutenção.

Neste contexto, existe o IIoT, Internet Industrial das Coisas, que envolve a aplicação do IoT dentro da indústria para sofisticação de processos.

Atualmente, 51% das indústrias no mundo inteiro estão interessadas no assunto. E não é por acaso! Entre os benefícios mais comuns estão:

  • Otimização do processo de manutenção preditiva, ajudando na análise automática de grande volume de informações;
  • Redução de custos;
  • Melhora na gestão dos técnicos;
  • Auxilio no monitoramento remoto e em tempo real;
  • Aumento da vida útil das máquinas e a confiabilidade;
  • Melhora na segurança dos dados.

No entanto, ainda não faz parte das políticas das indústrias brasileiras a adoção do conceito de IIoT. De acordo com um estudo realizado pela Associação Brasileira de Internet Industrial (ABII), 65% delas não possuem nenhum programa de IIoT, enquanto apenas 29% conhecem a tecnologia.

Além disso, 45% não têm a intenção de implementar o projeto e 35% ainda desenvolvem projetos internos ou automação de máquinas.

Essa é a oportunidade que muitas empresas do setor de manutenção podem explorar para se destacar no mercado.

1. IoT e Manutenção Preditiva 

No Brasil, devido à instabilidade econômica, houve uma significativa redução de investimentos na aquisição de novas máquinas, o que consequentemente gera uma necessidade para os equipamentos existentes terem um bom funcionamento.

Nesse contexto que a IoT oferece mais inteligência e agilidade, otimizando os processos de gestão e manutenção de ativos e dando soluções em tempo hábil.

Dentro do conceito de Manutenção Preditiva, que procura diagnosticar as falhas antes que elas venham a acontecer, a IoT acaba sendo uma forte aliada ao automatizar os processos através da coleta de dados sobre o desempenho de cada equipamento em tempo real.

Utilizando sensores com IoT, por exemplo, uma eventual irregularidade será detectada logo que ela acontecer, vindo a emitir um alerta para que se possa agir prontamente.

Integrar a manutenção preditiva ao IoT otimiza de forma significativa o ambiente de trabalho e gera mais competitividade, melhorando a infraestrutura, evitando riscos e indo ao “núcleo” dos problemas de forma antecipada.

2. Métodos e Aplicações da inovação na manutenção de máquinas e equipamentos

  • Sensores

Sensores  de temperatura: utilizam a variação do padrão de temperatura para identificar se o produto está funcionando de modo adequado, indicando a mínima e a máxima permitida. Caso haja uma variação, mínima que seja, o sensor alertará o ocorrido.

Sensores de nível: tem a mesma proposta do sensor de temperatura, mas calculando o nível máximo e mínimo de fluidos ou sólidos, determinados pelo posicionamento linear, fotoelétricos etc. Painéis monitorados por operadores irão identificar as variações de níveis.

Sensores ultrassônico: são capazes de detectar variações através das ondas ultrassônicas, não importando se o objeto é transparente, metálico, sólido ou líquido.

Sensores de vibração: A Conectados mecanicamente às máquinas, esses sensores atuam analisando o padrão de vibração dos equipamentos, funcionam à bateria e enviam dados estratégicos para os gestores de manutenção.

  • WCM

WCM é a contração para World Class Maintenance, ou Manutenção da Classe Mundial em tradução livre. Ele é a soma de várias técnicas e princípios que dependem dos diversos setores envolvidos no processo de manutenção, sendo os dez pilares:

  1. Produtividade: associado a disponibilidade do equipamento.
  2. Custo: manutenção é um investimento que reduz custos.
  3. Moral: o investimento na equipe de manutenção é fundamental.
  4. Confiabilidade: como o nome diz, é a disponibilidade do equipamento para a produção.
  5. Qualidade: quanto mais confiável o equipamento, maior a qualidade do produto final.
  6. SSMA: contração para Segurança, Saúde e Meio Ambiente. Os quatro impactam em todos os pilares.
  7. Estoque: bom controle de peças, realizando inventários periodicamente.
  8. Flexibilidade: como o nome diz, é a capacidade de executar os serviços em horários flexíveis.
  9. Pontualidade: entregar os serviços no prazo combinado.
  10. Liderança e Gerenciamento: um bom gestor conseguirá que todos os pontos anteriores sejam executados de modo eficiente.
  • TPM

É a contração para Total Productive Maintenance, que em tradução livre seria Manutenção Produtiva Total.

Basicamente, é um método de gestão que identifica perdas ao longo do processo produtivo e administrativo, visando maximizar a utilização do ativo industrial, garantindo assim a geração de produtos de alta qualidade com preços competitivos.

O objetivo é eliminar as causas das quebras e dos defeitos, garantindo uma manutenção planejada e programada, o que resulta em um ambiente limpo, organizado, seguro e, consequentemente, mais saudável. A ideia é “Quebra Zero”, “Defeito Zero” e “Acidente Zero”.

Se originando com o fim da segunda guerra mundial, houve uma evolução das estratégias de TPM ao longo dos anos nas mais diferentes indústrias, e atualmente ela é focada em cinco estratégias diferentes:

  1. Construção de uma organização incorporada objetivando a máxima eficiência dos sistemas de produção;
  2. A organização precisa focar na prevenção das perdas assegurando, ou pelo menos objetivando, zero falhas, zero acidentes e zero defeitos;
  3. Implantando a TPM, todos os departamentos de uma organização precisam estar envolvidos;
  4. Diretamente ligada ao ponto anterior, é preciso garantir que todos estejam envolvidos, desde os funcionários mais básicos até a alta gerência;
  5. Perda zero de atividades em pequenos grupos.
  • Softwares de automação

A automação é fundamental para que os gestores tenham informações em tempo real sobre o desempenho das máquinas e, desse modo, atuar de modo preventivo afim de evitar paradas inesperadas.

Além disso, a automação contribui significativamente para o aumento da vida útil das máquinas, já que o diagnóstico prévio resulta em uma resolução rápida dos defeitos, indicando também as causas das falhas.

Sendo um dos pilares da TPM citada anteriormente, ela garante o controle da produção, aumenta a confiabilidade e repetibilidade de modo fácil e prático ao operador. A automação converge para o controle operacional como telas, alarmes, comandos e instruções.

IoT: Inovação em que todos saem ganhando

O IoT veio para inovar e revolucionar a indústria 4.0, garantindo eficiência e confiabilidade das máquinas, prolongando sua vida útil e diminuindo os custos da empresa.

Quando a alta tecnologia é aliada a conceitos como a TPM ou WCM, a empresa ganha e o cliente também, promovendo um sentimento de confiança e lealdade à marca.

E você, já dispõe de algum tipo de inovação para atender os chamados na manutenção industrial? Deixe o seu comentário! Aproveite também para baixar gratuitamente esta Planilha de Gestão de Manutenção para organizar os seus processos!

Pesquisas apontam: Inovação pode gerar até 21,7% de aumento nas Receitas das empresas que atuam com Vendas e Manutenções.

Inovação em Serviços

A quem está direcionado este material?

O público focal são profissionais e empresas que oferecem a venda de produtos, mas, que também possuem uma forte componente de prestação de serviços, especialmente para a indústria, buscando demonstrar os impactos da inovação neste segmento de negócio.

O material completo que está sendo disponibilizado aqui, servirá como um guia para maiores explorações, sem deixar de trazer conteúdo relevante, atualizado e apoiado em artigos científicos.

Bem, nosso objetivo aqui é a necessidade de explorar tudo isso com o enfoque na:

  • Prestação do Serviço Relacionado à Indústria e;
  • Quais fatores tem ou não impacto no resultado das empresas.

As pesquisas

Existe um farto material direcionado aos resultados gerados pela Inovação em produtos. Poucos, no entanto, são os estudos voltados para a Inovação na Prestação dos Serviços. É sabido que dificilmente haverá uma entrega de um produto, inovador ou tradicional, que não venha acompanhado do serviço. Todos possuem garantia e posterior assistência técnica, porém, os estudos associados aos efeitos econômicos gerados pela aplicação da INOVAÇÃO neste contexto ainda são poucos.

Visando jogar luz do saber científico, sobre um “saber” não científico (senso comum de que a inovação gera resultados econômicos), buscou-se trazer material de apoio para sustentar este “senso comum” e ajudar na tomada de decisão na hora do investimento em inovação.

Objetos de Estudo

O objetivo primordial é buscar demonstrar os efeitos positivos dos processos de inovação sobre as Receitas das empresas de manutenção industrial, alavancados pela Satisfação do Cliente, Confiança e Lealdade à Marca, e gerados pela Inovação.

Empreendedorismo e inovação

Empreendedorismo é um processo dinâmico que traz recursos, trabalho, materiais e outros ativos em combinação, para transformar algo, em algo maior do que era antes. Isto introduz mudanças, inovação e assim como uma nova ordem.” (Hisrich, Peters, and Shepherd, 2005)

“Um empreendedor é um inovador que cria novos produtos e serviços, introduzindo novos métodos de produção, novos mercados e novos modelos organizacionais (Schumpeter, 1934)” Ipek Krom Emerging Markets Journal | Pg. |101.

O empreendedorismo é a alma da inovação. É preciso ter a coragem de criar algo novo, quebrar paradigmas, assumir riscos, desafiar “pré-conceitos”. Embora não se possa eliminar os riscos inerentes ao processo, pode-se cercá-lo com informações e dados para reduzir o impacto do fracasso ou potencializar o sucesso, aliás, fracasso e sucesso não são resultados, são etapas do caminho.

Reação em cadeia e o Distribuidor

Segundo um estudo apresentado por Eggert, Thiesbrummel e Deutscher, 2014 que aborda os impactos da inovação em produtos e serviços nos resultados financeiros das indústrias, destaca que a indústria e sua cadeia de distribuição, estão numa posição privilegiada por poder inovar nas duas áreas (produto e serviço), porém, precisa ter sabedoria para escolher a correta alocação para cada qual.

Analisando, em especial, o contexto da cadeia de distribuição, que apenas revende os produtos fabricados pela indústria, cabe destacar-se na cena não apenas com produtos de boa qualidade, mas, com serviços superiores aos de seus competidores e diversos estudos vêm mostrando os impactos da inovação na lealdade à marca, na satisfação dos clientes ou na felicidade do cliente. Clientes mais satisfeitos, compram mais, permanecem mais tempo na carteira, indicam mais, etc.

Os achados

Um grupo de pesquisadores (Kannebley Jr., Sekkel e Araújo, 2008) desenvolveram um estudo denominado: “Economic performance of Brazilian manufacturing firms: a counterfactual analysis of innovation impact. Os achados desta pesquisa corroboram, em um ponto especial, os achados de outra pesquisa já mencionada conduzida por (Eggert, Thiesbrummel e Deutscher, 2014) denominada: “Differential effects of product and service innovations on the  financial performance of industrial firms”. Ambas ressaltam o impacto positivo gerado pela inovação sobre as Receitas das empresas inovadoras, embora não seja visto reflexo no aumento da lucratividade. A justificativa para esse impacto sobre a Receita, mas não sobre o lucro deve-se, em geral, ao fato que a indústria e sua cadeia de distribuição, oferecem os serviços inovadores como um diferencial, não cobrando por eles. Tratam-nos como investimentos na retenção de seus clientes.

Os estudos mencionados destacam um aumento nas Receitas de até 21,7%!

Ou ainda a participação de mercado que cresce até 24,3%!

Internet das Coisas, uma porta para a Inovação

Diversas tecnologias da era da informação já estão inseridas no contexto da indústria, porém, a nova geração de dispositivos, sensores, redes de telecomunicações específicas, grande capacidade de armazenamento de dados a baixo custo, alta capacidade de processamento com custos acessíveis e o advento da Inteligência Artificial, deram uma acelerada e uma modificada profunda na dinâmica dos mercados, seja ele comercial, residencial, saúde, agronegócio e fortemente na indústria 4.0.

As projeções para o volume de dispositivos conectados até 2020 é assustadora, chega à casa das dezenas de bilhões!!!

Tudo isso gerando dados que serão processados, analisados por Inteligência Artificial no momento da ocorrência, permitindo a tomada de decisão e prevenção de eventos futuros.

Esse processo é IRREVERSÍVEL! Os novos modelos de negócios já estão em movimento e serão implacáveis com aqueles que quiserem pagar o preço de esperar.

Este material tem por objetivo reforçar a crença que inovar é um investimento que tem seus riscos pelo ineditismo, mas, como mostram as pesquisas, também abre as portas para um FUTURO BRILHANTE!

A equipe INOVAR.TECH agradece sua leitura até aqui e gostaria de convidá-lo a receber esse material completo, juntamente com uma planilha de simulação desse benefício usando como base o Horímetro IoT da plataforma iliOt através deste link. Caso tenha interesse, cadastre-se para receber em seu e-mail o restante do material e manter contato conosco.

Manutenção Preditiva e Eficiência Energética em sistemas de ar comprimido

Os Sistemas de Ar Comprimido

O ar, por ser algo abundante, é tratado como uma excelente fonte de energia para a indústria. Ele pode ser facilmente estocável e não oferecer risco de acidentes, por isso, é utilizado em diversos processos produtivos, ora como insumo, ora como energia.

No entanto, essa facilidade esconde um custo importante, a sua baixa eficiência energética.

Eficiência Energética

Numa rápida pesquisa na Internet brasileira, destacamos mais de 7.000 artigos acadêmicos que mencionam ou estudam o tema Eficiência Energética correlacionado com os compressores de ar. Desses, mais de 400 apenas nos últimos 2 anos (2017/2018).

Um excelente material que traz uma explicação detalhada está neste link: Manual Prático Ar Comprimido

Segundo dados do estudo apresentado acima, a aplicação das recomendações que são listadas podem levar a uma economia de 32,9% na energia elétrica.

Dentre as medidas listadas, as que apresentam maior impacto, 16,8%, estão associadas à Manutenção e Operação do Sistema.

 

 

A importância da Manutenção Preditiva

Com a da miniaturização da eletrônica, redução de custos provocado pela aumento de escala e a ampla conectividade disponibilizada pela Internet, vem ganhando força fazem alguns anos, a Internet das Coisas ou IoT (Internet of Things).

Esse conceito nada mais é que permitir a coleta de dados gerados pelas máquinas, centralizá-los em um único local e aplicar Inteligência Artificial para extrair informações relevantes sobre o comportamento das máquinas monitoradas. Tudo isso de forma automática.

Esse constante acompanhamento e coleta de dados, permite, ao longo do tempo, traçar uma linha de comportamento das máquinas e perceber quando esse comportamento passa a mudar.

Isso favorece a gestão individualizada de cada máquina e a geração de um alerta sobre a necessidade de uma manutenção, mesmo antes que qualquer problema seja apresentado.

Isso forma a base para a implantação de projetos de Manutenção Preditiva, que irão denunciar com antecedência necessária, indicando o momento certo de conduzir uma manutenção naquele equipamento.

Através da solução fim-a-fim implementada pelo iliOt, de forma simples e rápida, instala-se um sensor (10 minutos) no Compressor de ar e passa-se a  monitorar esse equipamento de forma remota e não invasiva.

As informações coletadas são armazenadas e gerarão alertas quando da necessidade de manutenção estiver se aproximando.

O iliOt, também permite o controle de todo o processo de manutenção, desde a geração da Ordem de Serviço informando qual o checklist a ser aplicado, seleção do melhor profissional (mais próximo e qualificado), passando pela coleta das informações em campo com fotos e dados e geração de relatórios.

É comprovado que a manutenção é uma atividade de fundamental importância para o bom andamento de uma indústria e fazê-la de forma Preditiva, potencializa sobremaneira a Redução de Custos e ganho de produtividade.

Para saber mais, assine nossa News Letter e fique em contato.

Assinar

Sistema de Manutenção Inteligente – Saiba o que posso fazer por você

Outrora, nos longínquos tempos do início da Revolução Industrial, o Homem foi apresentado às máquinas, engenhocas que facilitavam e aterrorizavam a vida de camponeses e pessoas pouco ou nada instruídas.

Hoje, o mundo das máquinas já não é uma novidade. Ainda assustam pela sua alta produtividade em comparação aos humanos, mas, as máquinas tem sérias dificuldade de comunicação.

Então, aqui estou eu, dotado de uma rede de sensores fabricados por meus parceiros, estou aqui para transformar a linguagem das máquinas em ações concretas no mundo dos Humanos, transformando dados em conhecimento e ações.

E quem se beneficiará disso?

Você que mantem essas máquinas aterrorizantes em operação!

Tenha uma visão geral de como funciona esse Sistema de Manutenção Inteligente no diagrama abaixo

Entradas: No lado esquerdo estão representadas as entradas, quem ou o que pode gerar informação para que eu possa agir. Pode ser de uma máquina, de um humano como você ou vindo de outros sistemas;

Processamento: Aqui entro eu e minha modéstia! Combino as informações provenientes das entradas, com uma série de outros dados para gerar resultado.

Saídas: No lado direito temos os resultados possíveis de meus Processamentos, que podem ser relatórios, informações georreferenciadas, workflow de processos, etc.

Vejamos na prática como funcionaria:

  1. Um dos sensores, conectados as minhas Redes de Comunicação (LPWA, 3G/4G, LTE, etc.) envia uma sinalização que atingiu a carga horária para manutenção;
  2. Ao receber esta notificação, identifico o protocolo de atendimento pré-programado e tomo minhas ações;
    1. Localizo através de minha Rede de Profissionais, qual o técnico adequadamente capacitado está mais próximo ao local e com a menor carga de trabalho;
    2. Seleciono o protocolo de atendimento adequado;
    3. Abro uma Ordem de Serviços (OS) através de minha funcionalidade de FSM (Field Service Management);
    4. Sinalizo no Mapa e em um Painel a abertura da OS;
    5. Encaminho para abertura de Ordem de Serviço em nosso App;
    6. Sinalizo ao supervisor e seu técnico, via e-mail e notificação no App respectivamente;
  3. Dai em diante mantenho o acompanhamento. Assim que tudo estiver sido completado, sinalizo no painel de OS, sinalizo ao supervisor e preparo o relatório para ser enviado ao cliente final.

Desta forma, acompanho todo o ciclo de ações de forma automatizada.

Quais os ganhos que posso gerar? Isso é assunto para uma outra conversa.

Obrigado.

Let machines talk”